(79) 99880-6033

Notícias

SAC ou Price: descubra qual é o melhor tipo de financiamento

16/03/2017 - Financiamento

SAC ou Price: descubra qual é o melhor tipo de financiamento

O sistema, de fato, facilita a compra da casa própria, mas, como ocorre com qualquer modalidade de empréstimo, o financiamento que é destinado ao pagamento de imóveis também cobra juros, que, ao longo do período contratado, são pagos juntamente com a quantia que foi emprestada.

Para efeito de cálculo da forma como será feito o pagamento do valor emprestado mais os juros, as instituições financeiras utilizam dois sistemas básicos: o Sistema de Amortização Constante (SAC) e a Tabela Price.

Confira, nesse post, como funciona cada um deles.

A amortização

Antes, porém, é preciso deixar claro o que é “amortização”, que é um conceito relacionado ao pagamento parcelado de uma dívida.

Afinal, quando uma pessoa toma uma determinada quantia emprestada junto a uma instituição financeira, no contrato de empréstimo, ela assume o compromisso de pagar parceladamente aquela mesma quantia, que será acrescida dos juros, além da correção monetária e de seguros e de outras taxas que a instituição possa cobrar.

Para entender como o cálculo das parcelas é feito também é interessante ter em mente outros conceitos, que são:

  • o principal da dívida, que é a quantia que é tomada em empréstimo;

  • a taxa de juros, que serve para calcular a remuneração que a instituição financeira cobra para emprestar o dinheiro;

  • a correção monetária, que é um percentual que é aplicado sobre o valor do empréstimo para compensar a desvalorização do dinheiro perante a inflação.

A composição das parcelas

Quando alguém paga uma parcela de um financiamento, portanto, está quitando uma parte que é referente ao principal da dívida, uma parte que corresponde aos juros, outra à correção monetária e uma que cobre as taxas administrativas e os seguros que as instituições financeiras cobram para conceder o empréstimo.

Ora, é fácil compreender que, na medida em que as prestações vão sendo pagas, o valor da dívida vai diminuindo. Assim, o montante sobre o qual os juros são cobrados também reduz. Ou seja, a dívida vai sendo amortizada.

Existem diferentes formas para calcular a amortização e uma delas deve ser escolhida pelo mutuário, antes de mesmo da assinatura do contrato, momento em que a modalidade será definida.

Sendo assim, é importante entender como é feito o cálculo da amortização da dívida, no qual são utilizadas as duas formas básicas já mencionadas, que são o SAC e a Tabela Price.

SAC

No SAC, para o cálculo do parcelamento é considerado um valor do principal da dívida que permanece fixo durante todo o período. Enquanto os juros são maiores no princípio do pagamento, na medida em que o tempo vai passando, eles vão sendo reduzidos.

Assim, as parcelas iniciais do sistema SAC são maiores, se comparadas com o sistema que utiliza a Tabela Price. Porém, como a parte que é correspondente ao principal da dívida permanece fixo e como os juros são decrescentes, ao longo do tempo as prestações também vão diminuindo.

A grande vantagem do sistema está em pagar menos juros do que aqueles que são cobrados no sistema Price, como veremos a seguir. Porém, há o inconveniente dos valores iniciais serem mais altos.

Tabela Price

Para efeito de cálculo das prestações, utilizando a Tabela Price, todo o montante dos juros que serão cobrados ao longo do período é somado ao principal da dívida. Em seguida, é feita a divisão do total pelo número de parcelas fixado em contrato.

Assim, há um valor constante de parcela a ser pago, no que diz respeito ao pagamento do principal da dívida e dos juros.

Na prática, o que ocorre quando o sistema Price é utilizado é que no início do parcelamento paga-se uma parte maior correspondente aos juros e uma parte menor correspondente ao principal da dívida.

Com o tempo, começa a haver uma inversão dessa condição, até que, no final do parcelamento, o mutuário pagará em cada parcela uma parte pequena dos juros e uma parte maior correspondente ao principal da dívida.

Com a Tabela Price as parcelas iniciais são menores do que aquelas que serão cobradas, se utilizarmos o SAC no cálculo da amortização. Por outro lado, pelo Price o custo final do empréstimo e as parcelas finais serão maiores do que na Amortização Constante.

Sacre

Apenas para efeito de informação, vale dizer que existe ainda o Sistema de Amortização Crescente (Sacre), que é uma combinação do SAC com a Tabela Price. Porém, essa opção de amortização não merece maior detalhamento aqui, uma vez que é utilizada pelas instituições financeiras somente para casos muito específicos de financiamento.

Comparação entre os tipos de financiamento

Por meio desse comparativo elaborado pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac), é possível ter uma ideia geral sobre a diferença entre o SAC e a Tabela Price.

Vamos tomar como exemplo um empréstimo bancário qualquer com valor de R$100 mil e prazo para pagamento de 10 anos, com cobrança de juros de 14% ao ano, o que corresponde a 1,16% ao mês.

Fazendo os cálculos utilizando a Tabela Price teremos prestações mensais de R$ 1.552,86 e no final do período de pagamento o mutuário terá desembolsado R$ 186.319. A primeira prestação seria composta por R$ 1.160, valor correspondente aos juros cobrados, ou seja, 1,16% de R$ 100 mil, e por R$ 392,86, que serão destinados ao pagamento do principal da dívida.

Na segunda parcela, por sua vez, o saldo devedor será reduzido para R$ 99.607,14 (R$100 mil — R$ 392,86), valor sobre o qual seriam calculados os juros de 1,16%, que daria R$1.155,40.

Ou seja, menos do que os juros cobrados anteriormente. Porém, como a prestação permanece em R$1.552,86, o valor referente ao principal da dívida será maior do que foi na primeira parcela, chegando a R$ 397,40.

Se utilizarmos o SAC para o empréstimo do exemplo, a primeira prestação seria de R$2 mil, resultantes de R$833 de pagamento do principal da dívida, mais R$1.167 de juros.

No mês seguinte o referente ao principal da dívida continuaria sendo R$833, mas os juros seriam reduzidos para R$1.150 — que é 1,16% do saldo devedor deduzido do valor da primeira parcela.

Portanto, a parcela a ser paga de R$1.983 seria menor e o valor total a ser pago no final do financiamento seria de R$ R$ 172.796.

Note como, de fato, as prestações iniciais do SAC são mais caras do que as da Tabela Price e como o valor total da dívida também é maior.

Correção monetária

É preciso ressaltar que qualquer que seja o sistema utilizado para calcular a amortização, haverá também o acréscimo da correção monetária que, como já vimos, nada tem a ver com a cobrança de juros. Esse percentual refere-se unicamente à correção do valor emprestado, considerando a inflação.




Fonte: Pecon

Outras Notícias

Some rendas e compre seu apê – Minha casa Minha Vida

Some rendas e compre seu apê – Minha casa Minha Vida É possível unir rendas e assim conseguir o crédito neces...

O que você precisa saber para comprar um imóvel na planta

O que você precisa saber para comprar um imóvel na planta Muitas pessoas têm aquela famosa dúvida: o que devo e prec...

5 motivos para você correr do aluguel

5 motivos para você correr do aluguel Entre as nossas prioridades para uma vida com qualidade e conforto, a moradia é uma necessidade ...

4 coisas que podem te impedir de financiar a casa própria

4 coisas que podem te impedir de financiar a casa própria Ao pensar em comprar um imóvel, você começa a avaliar as ...

Entenda Por Que Esse é o Melhor Momento Para Comprar Um Imóvel

ENTENDA POR QUE ESSE É O MELHOR MOMENTO PARA COMPRAR UM IMÓVEL Se você está pensando em comprar um imóvel, m...

5 passos para escolher seu primeiro apê

5 passos para escolher seu primeiro apê Você fez sua poupança, decidiu as condições de um possível financia...

Razões para você comprar imóvel em 2017

Razões para você comprar imóvel em 2017 Com o mercado imobiliário entrando em recuperação, 2017 vem s...

5 dicas para comprar um imóvel em 2017

5 dicas para comprar um imóvel em 2017 A cada novo ano, é natural que comecemos a refletir sobre o que está por vir e sob...

8 dicas para ser aprovado no financiamento habitacional

8 dicas para ser aprovado no financiamento habitacional A obtenção de um financiamento bancário pode ser um processo demo...

8 dicas para ser aprovado no financiamento habitacional

8 dicas para ser aprovado no financiamento habitacional A obtenção de um financiamento bancário pode ser um processo demo...
icone-whatsapp 1
redesp_facebook.pngredesp_skype.pngredesp_youtube.pngredesp_instagram.png
A Empresa


Brasil Negócios Imobiliários l CRECI / SE 415 PJ
Rua Francisco Portugal 849, Bairro Grageru.
Aracaju l Sergipe l Brasil

Fixo: (079) 3241-6033 
Fixo: (079) 99880-6033 (Whatsapp)

e-mail: vendas@bcimobiliaria.com.br
 

Contato

 Rua Francisco Portugal, 849 , Bairro Grageru, Aracaju, Sergipe, Brasil

 (079) 3241-6033

 Segunda a Sexta das 08:00 às 12:00 l 14:00 às 18:00 e Sábado das 08:00 às 12:00

  Fale Conosco
www.bcimobiliaria.com.br © 2021. Todos os direitos reservados.
Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias